Grade Pending

Quem mora em Nova York já deve ter percebido, mas muitos turistas jamais repararam. Todo restaurante da cidade tem um papel na porta com uma letra (A, B e, se o caso for dramático, C) ou um símbolo em que se lê “Grade Pending”. São as classificações da Vigilância Sanitária da cidade. O restaurante com nota A é excelente, tem uma cozinha com higiene exemplar. O B é mais ou menos. O C é terrível. O Grade Pending é para aqueles que receberam uma nota B ou C e preferiram deixar esse sinal enquanto aguardam para serem ouvidos por uma autoridade do departamento. O velho “tomou um chamado daqueles e não gostou”.

Resumindo: se você quiser comer nos limpinhos, vá nos A. Dê meia volta ao ver um Grade Pending e aceite um B se não quiser parecer exigente demais.

Quem não tem frescura encara qualquer um. Aliás, eu tenho dois amigos que preferem os Grade Pending, mais “roots”, segundo eles. Confesso que não sou das mais exigentes e costumo topar qualquer um. Até eu descobrir que no site da Vigilância Sanitária você consegue saber qual foi o motivo da nota. Aí meu mundo caiu. Que tal estar sentada à mesa e, pelo celular, ser notificada de que a comida que você irá deliciar em sete minutos está sendo preparada em uma cozinha “com presença de ratos, cocô de barata e pedaços dos animais”? Não, né?

Hoje o New York Times divulgou uma ferramenta mais amigável, em que os ratinhos são até bonitinhos. Você clica e consegue descobrir a nota dos restaurantes e o motivo, igualzinho no site da Vigilância, mas de um jeito mais simpático.

Muitas vezes eu desejo nunca ter descoberto a existência desses cartazes. Aliás, se estraguei sua relação de amor com algum restaurante da cidade, caro leitor, mil desculpas. Reconheço que às vezes é melhor ficar no escuro. Nesse caso, minha recomedação é que você entre nos restaurantes correndo, com o olhinho meio apertado. Foco no balcão, para não correr o risco de olhar para porta. Não veja o cartaz, não entre no site e seja feliz!