Pé Sujo em NY – Num Pang

Chegamos ao meio da nossa semana cheios de saúde! E hoje vamos desfrutar a maravilhosa culinária do Camboja! Aliás, só um parêntesis. Depois que os pauteiros do New York Times entraram no meu blog e viram o post sobre o Grade Pending, resolveram entrevistar chefs de vários restaurantes que questionaram a classificação por letras. Hoje o prefeito Michael Bloomberg defendeu as notas. (Como é bom ser jovem e ter a ilusão de que o mundo presta atenção na gente e nós o fazemos girar. Lindo isso)

Agora, voltemos ao nosso pé sujo do dia. E aguardem. Já já ele estará na seção de gastronomia da New Yorker. hehehehe… O Num Pang é um velho conhecido dos novaiorquinos e se aparecer em uma dessas revistas, certamente não é por minha causa. A culpa é do melhor sanduíche da cidade: Roasted Cauliflower ($7,00). Tem também o de catfish/ bagre ($7,50) e o campeão na preferência dos carnívoros: Pulled Duroc Pork ($7,75). Como eu já havia dito, no post sobre o Red Rooster, sou especialista em milho. E posso garantir que é daqui o melhor da cidade. Por apenas $2,50, você tem garantida uma experiência transcendental. Para acompanhar, suco de melancia com pedaços da fruta ($3,50). O único porém é a fila. Como a cidade já sabe que o lugar é incrível, você acaba tendo de esperar um bocadinho, a menos que vá em horários alternativos, como no meio da tarde.

O Num Pang fica na 21 E 12th Street. Uma ótima pedida para quem estiver passeando pela Union Square. Aproveitando, passeie livre por essa região. Vá até a Strand, descubra  livros raros por uma pechincha, e aproveite para dar um pulinho em uma loja maluca ali do lado. A Forbidden Planet é esquisitíssima, cheia de bonecos e acessórios de personagens de quadrinhos. Eu aproveitaria e seguiria pela University Place até chegar à Washington Square. Além de ver a praça linda onde Michelle Pfeiffer e George Clooney fizeram as pazes em “One fine day” e Harry e Sally passaram ao chegarem a Nova York, você pode dar uma passadinha na Grey Art Gallery, que sempre tem exposições bacanas. Até dia 31 de março ela abriga uma super especial, com a obra de Jesús Rafael Soto. Quem não conhece a obra dele não deve perder a oportunidade. Veja abaixo o que esse gênio faz em um vídeo que fiz na última exposição dele por essas bandas.