No calor de Manhattan, um gosto de Escandinávia

Leia o meu texto publicado hoje, no blog do Ela Digital, do jornal O Globo:

Desde que o chef dinamarquês René Redzepi foi eleito o melhor do mundo pela revista Restaurant, os sabores da Escandinávia invadiram Nova York. Aproveitando a onda, Mads Refslund abriu o ACME em Manhattan. Não se deixe enganar pela placa do lado de fora. O lugar não faz comida do sul dos Estados Unidos, nem foi fundado em 1986. Apenas preservou o nome e o letreiro do antigo proprietário.

Com a tarimba de quem ajudou Redzepi a desenvolver o inventivo cardápio do Noma, Refslund desafia o paladar com pratos nada previsíveis. O Farmer’s Eggs mistura espuma de ovos, couve-flor e queijo parmesão. No Duck in a Jar, a carne de pato vem conservada com o gosto ardido do picles. Beer & bread porridge é uma sobremesa de mingau de pão, cerveja e sorvete de caramelo salgado. O jantar custa, em média, 80 dólares por pessoa. Caro, mas bem mais em conta que o Noma, em Copenhagen.

Clique aqui para ler outras notícias do Ela Digital.

Considerado por críticos gastronômicos “o restaurante mais excitante da cidade”, o ACME aceita reservas, mas é recomendável garantir a sua com pelo menos duas semanas de antecedência. Como o restaurante fica no NoHo, há quem aproveite os bares da vizinhança se a fila de espera estiver longa demais.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s