A notícia que tanto esperamos

Desde que cheguei aos Estados Unidos, no calor da posse de Barack Obama, quase quatro anos atrás, espero dar uma notícia como esta. Hoje, o presidente dos Estados Unidos anunciou uma nova – e revolucionária – política de imigração. É praticamente igual ao DREAM Act, mas não depende da aprovação do senado. Já está em vigor, imediatamente. Agora, menores de 30 anos que entraram nos Estados Unidos de forma ilegal com menos de 16 anos, estão aqui há mais de cinco anos, e não têm antecedentes criminais não podem mais ser deportados. Eles também precisam estar estudando, ter completado a high school ou prestado serviço militar. É um belo drible nas inúmeras e mal sucedidas tentativas de aprovar o DREAM Act, embarreiradas pela falta de vontade política e o conservadorismo tacanho de certos grupos.

Depois da política que permite que indocumentados casados com cidadãos americanos aguardem aqui pelo green card, uma decisão como esta representa um enorme avanço não apenas para os jovens beneficiados, mas para o país. Os Estados Unidos, que ainda convalescem de uma das piores crises de sua história, têm 204 empresas fundadas por imigrantes entre as 500 maiores do país, segundo a revista Forbes.

A estimativa é que 800 mil pessoas sejam beneficiadas pela novidade. Mas, como disse, esse é o número de pessoas beneficiadas diretamente. O país inteiro ganha quando pessoas de bem, dedicadas e com potencial passam a ser tratadas como tal, e não como bandidos. Sim, a medida tem fundo político, já que Obama tem o apoio de nada menos de 61% dos latinos (contra apenas 27% para Mitt Romney) e muitos consideram que esse grupo vai decidir o apertado pleito deste ano. No entanto, o que fica é que Obama começa a cumprir algumas de suas promessas da primeira campanha. Pode ser tarde, mas, como retratado em uma matéria da New Yorker desta semana, talvez seja a imigração a maneira mais efetiva de Obama entrar para a história.

A medida de hoje muda a vida de dezenas de jovens que conheci ao longo desses quatro anos. Maicon, Kennedy, Andrea, uma série de pessoas promissoras que, como disse uma delas, vivem em uma “prisão sem paredes”. Lídia falou esta frase quando fiz minha primeira reportagem em solo americano. Um Planeta Brasil sobre a posse de Obama. Linda, dedicada, brilhante, determinada, ela adorava se enfiar nos museus da capital americana. É uma daquelas pessoas que a gente jamais esquece. Tanto que quando voltei a Washington, mais de um ano depois, fiz questão de ir visitá-la e ver como estava a vida. Lídia Maia, hoje pensei muito em você e em tanta gente que merece conquistar o sonho americano. Desejo a todas as Lídias do país vôos altos e muitas conquistas que, agora, só dependem de vocês.

Abaixo, achei no Youtube os vídeos do primeiro Planeta Brasil, a que me refiro. No segundo bloco, aparece Lídia.

12 thoughts on “A notícia que tanto esperamos

  1. Realmente e um sonho para esses jovens! Que depois dessa decisao, venha outras boas noticias para os imigrantes ilegais.

  2. Voce humana Mila… Brasileira imigrante… ja provou isso. Fala com amor, sinceridade. Bota a alegria pra fora pela vitoria do imigrante atraves da internet e para o mundo todo ouvir. Voce e demaiiissssssss !!!-Gladston Reis MASSACHUSETTS

  3. PARABENS MILA , SINTO SAUDADES DO SEU PROGRAMA AI NA AMERICA,HJ VIVO NO BRASIL , MAIS ESPERO VOLTAR EM BREVE,MEU FILHO VAI FAZER CIDADANIA E ENTAO VOLTAREMOS EU E MEU ESPOSO PRA PERTO DE MEUS TRES FILHOS E DOIS NETOS QUE VIVEM AI .

  4. Na verdade uma medida que não concede nenhuma mudança de estado imigratório. Parece uma resposta demagógica ao medo de perder o voto da população hispana. Too little too late, na minha opinião. Uma pena, já que Obama parecia ter tanto potencial.

  5. E o que vai acontecer se o Obama perder em Novembro?
    E o que vai acontecer depois dos 2 anos de permite?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s